quarta-feira, 16 de abril de 2008

Zahir


In our life there is a single colour,
As on an artist’s palette,
What provides the meaning of Life and Art,
It is the colour of Love.


Marc Chagal





O amor move montanhas…"

Nem sempre.

Nem sempre é possível contornar as “montanhas” que a Vida nos coloca por tantos motivos. Certos obstáculos desaparecem no horizonte mas outros se erguem, intransponíveis, invencíveis mesmo pelo Amor.

Quem já viveu o seu Zahir deve guardá-lo como uma das benesses mais preciosas que esta breve passagem nos dá, a felicidade imensa de Amar e ser Amado em toda a sua plenitude, com a pureza de um Amor destinado pelos deuses.

Hoje é o quinquagésimo terceiro aniversário do meu Zahir, do meu Anjo Azul, um anjo maravilhoso que vive no meu coração, laços de razão que a Razão não pode explicar. Ele é a minha força anímica, a minha alma gémea, a minha vida. Eu sou o seu Zahir, a sua menina de sempre, a indelével. Muitos senãos afastam os nossos olhares, mas não as nossas almas.





Ergo uma taça de Amor ao meu Zahir, brindo pela vida que abraçou a minha dando-me tanta… vida. Um dia ele irá voltar num terno amanhecer, e o longe far-se-á perto…

Aqui…
ou na Eternidade.




11 comentários:

Jasmim disse...

Minha doce...

Ía dormir...mas...algo me fez abrir este teu belo espaço... ainda bem... assim vou adormecer com a sensação de leveza, estas tuas palavras de amor puro, essa certeza súblime de que podemos eternizar um Amor, uma vida em conjunto que teve o seu tempo, mas que ainda assim vive no teu âmago com todo o fulgor!

Lindo "conhecer" desde o inicio do teu blog este e até o outro mais antigo, que em nada, em nenhuma vírgula o teu Amor perdeu a intensidade, a magia, a beleza...

Foi bom ler-te com um sorriso, ainda que ao mesmo tempo considere que duas almas que se completam deveriam estar unidas na sua plenitude! Ironicamente o destino ou seja o que for "rouba-nos" sempre o que temos de bom!

Parabéns ao Teu Zahir!
E a ti por viveres esse Amor com toda a subtileza!

GMT

(*)

1/4 de Fada disse...

Que texto tão bonito!
Deixou-me um amargo de boca muito subtil, que acho que vai compreender se ler o que escrevi a propósito dos amores de Inês de Castro no meu blog. Também já tive o meu Zahir, mas não consegui - ainda - "recuperar" da sua grandiosidade.
Gosto muito do que escreve.
Parabéns.

Maria Clarinda disse...

Zahir...como o Paulo Coelho o mostrou tão bem.
E hoje tu com este post maravilhoso nos mostras como o teu Zahir é importante para ti.
Adorei a tua expressão de amor que sai em cada letra que escreveste.
Jinhos mil

Kênia Garcia disse...

Parabéns!!
Muito lindas tuas palavras, texto extremamente rico. Adorei.

Beijos!

Lyra disse...

Tal como se pode sentir ao ler o Zahir de Paulo Coelho: escrever sobre a vida é bem mais fácil do que vivê-la de facto.

Até breve!

;O)

veni_vidi_scribi disse...

Brindo contigo, por teres conhecido o teu Zahir :) E acredito que "o longe far-se-há perto... aqui" :)

Beijinhos

Pipinha disse...

Kakauzinha querida, acho que fazes muito bem em continuar com um espírito jovem e a amar. O amor vive-se de diversas formas e a principal, antes de amarmos os outros, é amarmo-nos a nós próprios.
E esta bonita história de amor que aqui escreves tem muito sentimento e emoção.
Lembra-te que quando duas pessoas foram feitas uma para a outra elas vão encontrar-se, mesmo depois de a vida dar algumas voltas, elas terão que ficar juntas, porque são almas gémeas e precisam uma da outra para se completarem. Conheço uma história real de encontros e desencontros, mas estão agora juntos e felizes.
Beijinhos muito queridos no teu coração lindo.
Abraço apertadinho.

Thiago disse...

Querida Kakauzinha,

Em homenagem ao teu Zahir, deixo-te um dos mais bonitos votos de amor:

"With this hand, I will lift your sorrows.
Your cup will never be empty, for I will be your wine.
With this candle, I will light your way into darkness.
With this ring, I ask you to be mine. "

in "The Corpse Bride"

um beijo do meu eu e dos outros eus

Sérgio Figueiredo disse...

Kakausinha minha Querida Amiga,

Que bonita homenagen e grande Amor dedicas ao teu "ZAHIR".
Que ele seja sempre o teu guardião da felicidade e do Amor.

Bom Fim-de-Semana

Beijo

Manuela disse...

Olá Kacau :)
O amor move montanhas quando é verdadeiro, poucos têm essa sorte, de encontrar assim um...
As Tuas palavras são belas e doces, o azul é tranquilo e a música fez-me por momentos parar no tempo e pensar nas montanhas do amor.
A minha montanha, parece uma montanha russa :)) tás a ver?!
Não sei se ela tem tantas curvas assim, subidas e descidas ou se fui eu que a tornei demasiadamente complicada...

Beijo kacauzinha és um amor.

Excelsior disse...

...

...!

...

...Sabes o que te desejo, lindíssima e eternamente jovem Irmã Azul...?

...que essa mesma cor crie uma Ponte de Luz entre ti, e aquilo que te completa... e una o que apenas está separado, na ilusão, do nosso "estar", aqui.

Gosto muito de ti. :)

Beijinho muito, muito grande...