sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

2010 going on 2011



Viramos mais uma página no livro da nossa vida. Que o Amanhã nos traga Esperança, abraçados num desejo de Paz.

A minha taça de champanhe de Alegria ergo-a ao Mundo, a todos os que amo, aos amigos, e a quem passa por este meu castelo. Que o Ano Novo vos traga muita Luz para o caminho e vos seja doce e suave. E que nunca vos falte Amor, Saúde e Sorrisos.

Como sempre, dedico as minhas últimas palavras do ano ao meu colégio que me deu tantos anos de alegria, ensinamentos que perduram, e amigos para toda a vida.


E muito em especial… à memória do Jean.
Que Dieu te garde et… nous nous reverrons un jour ou l’autre.



Joyeux Nouvel An 2011 !








segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Cartinha



Olá Pai Natal,


Eh pá, dá cá um abracinho! Este ano estou muito contente contigo. Foste bué da bom, mesmo buereré. Estás a ver? Foi só abrires o saquinho dos pozinhos de perlimpimpim... et voilà! Deste-me exactamente o que eu queria e lá te redimiste das coisinhas simples que nunca cá chegaram, o Rolls Royce, a penthouse em NY, a cabana em Bora-Bora, etc.

Só que tenho mais um pedido. Pois é, podes dar-me mais lá para a Primavera. Isso mesmo, a tal viagem que tu sabes. Eu sei, eu sei que estão baratíssimas mas também sabes que o Pinóquio de serviço e a múmia paralítica só nos lixam a vida e em Janeiro sobe tudo outra vez. Por isso não te custa nada só mais um perlimpimpim. E já agora, na TAP e em primeira classe, tás a ver a cena? Nem mais!

Fico à espera e não me contraries porque já sabes que sou de iras. Senão vais com o Pinóquio e a múmia paralítica no comboio ao circo. E que circo! Ok?


Inté e bjufas.


.*.*K.*.*.





domingo, 19 de dezembro de 2010

O Natal de todos nós



A mensagem de Jesus Cristo vive em todos os que nele crêem, por isso o Natal é uma celebração de Fé. E é a fé que existe em nós que nos dá força, que nos ampara nos momentos felizes e nos menos bons. Agradeçamos, por isso, todos os dias e a cada momento. Porque o Natal é, acima de tudo, agradecer a quem nos deixou uma dádiva tão preciosa de Amor e Alegria para acompanhar os nossos passos nos caminhos da Luz e do engrandecimento espiritual.

A Fé é o nosso verdadeiro presente de Natal, um mundo de Esperança aberto de par em par para a renovação da Vida, força invisível mas tão presente que nos permite acreditar, uma Estrela que nos guia para o Amanhã.






quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

mor



“Beijo, mor.”


Quando eu era uma teenager inconciente os namorados tratavam as namoradas por “amor”. Hoje estamos na era das abreviaturas e ficam três letrinhas apenas. Mas “mor” não deixa de ter o mesmo tom carinhoso e ternurento. E nós gostamos. E sorrimos. E ficamos a olhar para as estrelinhas com ar de pateta. É o mor.



sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

"Mar português"




Se o oceano não fosse
Essa casa de Cabral
Esse sal, que à água doce
Trouxe às naus de Portugal

O movimento maior
Que levanta o albatroz
Num grito que deu a voz
À fala do Adamastor

Se o mar não fosse o caminho
Das terras da nossa terra
Que guerras teria a paz
Que paz nos traria a guerra

Ai, se este mar não soubera
O que ninguém adivinha
Que nova carta escrevera
O Pêro Vaz de Caminha

E as índias da nossa idade
No mais fundo da viagem
Dão vice-reis da coragem
Guerreiros da eternidade

Esse mar que Luíz Vaz
Derrotou com um poema
Mensagem que o tempo traz
Porque tudo vale a pena

Há esse cântico negro
Do mais régio dos encantos
De alma grande tão pequena
Que nunca atrevera tanto

Fez-se ao mar a caravela
Com panos de liberdade
E ao cheiro de outra canela
O reino fez-se cidade







quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Oportunidades





Never lose an opportunity of seeing anything beautiful, for beauty is God's handwriting.

All life is an experiment. The more experiments you make the better.

Ralph Waldo Emerson





A nossa vida é um leque de oportunidades. Umas vezes aproveitamo-las e outras perdemo-las.

Nem todas as oportunidades são únicas. Algumas muito peculiares sucedem mais do que uma vez. Tal como o carteiro, podem tocar à porta duas vezes. E se na primeira vez lhes virámos as costas, na segunda já poderá ser um enorme erro.

Por isso não se esqueçam, seja qual for a oportunidade que se vos apresenta, simpaticamente, pela segunda vez… aproveitem-na. Se for a decisão certa, sabê-lo-ão seguramente. Se for a errada, pelo menos tiveram o gosto de tentar. Não se sentem é a pensar nos “ses” porque são intermináveis. Eliminem-nos e deixem o barco correr. A beleza e a felicidade do momento têm um sabor eterno. E a vida não é mais do que um leque de momentos que nos abana com doçura. Para mais tarde recordar…




terça-feira, 7 de dezembro de 2010

"Maktub"




Há coisas que não se explicam.
Há equações que têm a solução que se quer.
Há perguntas que têm resposta.
Há desejos que encontram desejos.
Há duas vontades com a mesma vontade.
Há coisas que acontecem sem serem esperadas.
Há um mundo de coisas que se tornam num maravilhoso mundo.
Há palavras escritas com paixão pelo coração.

Maktub.

 

Conversas na noite



Acendo um cigarro e deito para lá do universo as minhas eternas questões. O vinho tem a cor do Natal e sabe a francês. Como não podia deixar de ser. Rubro e chique. Ou apenas vinho, apenas uva à la mode.

Não é hora de fazer uma lista. Lista de quê? Não preciso de nada. Tudo o que é necessário está aqui guardado. Neve também não faz falta, ainda que a canção o diga. Já chove e troveja o suficiente. E o vento não anuncia boa coisa. É o Inverno a entrar sem pedir licença. Cansativo, triste, mas necessário. Podia era ser mais brando, em todos os sentidos. Não tenho culpa de não simpatizar com ele. Diferenças irreconciliáveis. E enquanto uns sonham com desportos na neve eu sonho com a minha ilha de águas quentes. Sem tubarões. Fiquem lá no cantinho deles e eu no meu. Não é pecado sonhar com a perfeição. Não existe, mas faz de conta que sim.

Pedras no caminho? O poeta aconselha a juntá-las e a construir um castelo. Por isso estou no meu e já com o sono a dar um ar da sua graça. Ainda bem que gostaste do quadro. Ainda bem que estive ausente… mas presente. Que bom. Porque sempre que te lembrares dele… é de mim que te lembras. É o presente de Natal da Kakau. From me to you.

 
 

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Mãe





A minha filha mais nova, Cat, enviou-me esta mensagem. Como ela tem 31 anos fico muito feliz pela intenção inerente, é um verdadeiro presente de Natal, daqueles que para qualquer mãe é como um bouquet de flores a perfumar o coração.


(Autor desconhecido)


Aos 3 anos: «Mãe, amo-te!»
Aos 10 anos: «Mãe, não percebes nada!»
Aos 16 anos: «Oh meu Deus, tu enervas-me mãe!»
Aos 18 anos: «Quero sair desta casa!»
Aos 25 anos: «Mãe, tinhas razão!»
Aos 30 anos: «Quero voltar a casa da minha mãe!»
Aos 50 anos: «Eu não quero perder a minha mãe!»
Aos 70 anos: «Eu dava tudo para que a minha mãe estivesse aqui.»

 
 




sábado, 4 de dezembro de 2010




All I want for Christmas is You.





quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Procura-se


Realmente, nós mulheres, somos mesmo umas líricas. Passamos a vida a tentar encontrar o homem perfeito, o que é inteligente, honesto em tudo, que nunca mente e que é fiel. E se for um Clooney ainda melhor. Tadinhas, tadinhas…

A culpa também não é só nossa. Enfiam-nos os romances debaixo do nariz e pomo-nos a lê-los e a encher a tola de parvoíces. A Nora Roberts é uma das escritoras com quem tenho de ter uma conversinha muito séria um dia destes quando for aos States. Ela inventa os heróis perfeitos. À mistura também há os maus da fita, pois há, mas os bons… são mesmo bons! Só que não passam de “bonecos”…

Depois ainda há a Amy Palladino que escreveu as Gilmore Girls. Eu sei que para a Lorelai só podia existir um Luke. Mas, convenhamos, é um atentado às nossas expectativas. O menino é simplesmente… um sonho! É super honesto, não mente, é trabalhador, inteligente, equilibrado e, ainda por cima disto tudo, é um borracho daqueles! Eh pá, fogo, isto não se faz, dá cabo das nossas resistências!

Mas entrou luz aqui nos Ticos. O que nós devemos querer é a realidade e não as baboseiras dos livrinhos. Por isso…





PROCURA-SE GAJO:


Super, super, super mentiroso. O maior Pinóquio à face da Terra;

Preguiçoso todos os dias;

Um baldas do caraças;

Totalmente infiel 24h por dia e eight days a week;

Com todos os defeitos e mais alguns;

Feio como a noite dos trovões.



Exigências sem direito a negociação:



Que tenha muito sentido de humor porque com monos é que a gente não se entende;

Que não pense que vai viver à custa da totó australopiteca porque lhe saem os planos furados;

Que tenha neurónios. Sim, porque aturar gajos com estes “bons” atributos e ainda por cima burros é que não!

Que pelo menos saiba estrelar um ovo;

Que não se ponha a dizer que a comida da mamã é que é boa porque corre o risco de morrer de fome ou ficar mesmo a dieta de ovo estrelado e sandochas;

Que não espere que lhe lave e passe a roupa porque ser-se totó tem limites;

Que seja perfumado e alegre;

Que não seja um fanático de coisa nenhuma e que não se encha de cerveja e afins porque histéricos e bêbados são corridos à pedrada;

O resto, bem, a altura, enfim… há alturas para tudo. A cor dos olhos, dos cabelos e por aí fora, é irrelevante. É como a velha questão dos tamanhos, também nunca se sabe… o que conta mesmo é a intenção, como dizia a outra.

Então, ó malandrecos profissionais, inscrevam-se aqui para análise e encaminhamento. Deixem os dados todos bem detalhados. E nada de ladrões porque disso é o que há mais e já enjoa.



Assunto muito sério… sempre que não der pra rir…


.*.*.K.*.*.









terça-feira, 30 de novembro de 2010

Silêncio




Abri a janela do meu silêncio nas cores da noite...
Para que as palavras se multiplicassem na voz do pensamento...
Entregando as fronteiras do coração a brisas quentes no frio do Outono...



sábado, 27 de novembro de 2010

"Pode o céu ser tão longe"





Vesti a luz do teu nome
E chamei-te pela noite,
Entraste no meu sono
Como o luar entra na fonte.
Trazes histórias e proezas,
Dizes que tens tanto pr'a me dar,
Deixas sombras, incertezas,
E partes sem nunca me levar.

E de repente
Um mar sozinho,
Ninguém na margem
Ninguém no caminho,
Tão frio.
E o teu beijo
Mata-me a distância,
Ninguém tão perto
Pode o que o beijo alcança,
E o meu corpo chora
Quando o teu vai embora,
Porque o teu mundo
É tão longe,
Tão longe,
Pode o céu ser tão longe.
Tão longe,
Tão longe,
Se a tua voz vive em mim.


Há um deserto que fica,
Sou um capitão sem barco,
E quando vens pela bruma
Acendem-se estrelas no quarto.
E dizes:
"Trago a luz das sereias,
Trago o canto da tempestade".
E como o vento na areia
Deitas-te em mim feita metade.






Pedro Abrunhosa - Pode o céu ser tão longe




terça-feira, 23 de novembro de 2010

Plim!




To keep the heart unwrinkled, to be hopeful, kindly, cheerful, reverent, that is to triumph over old age.

Amos Bronson Alcott




Parafraseando uma «cabeça» da «Ciência»...



Não negues, à partida, uma Kakau que desconheces...












domingo, 21 de novembro de 2010

As Bla Sisters




A gargalhada é o Sol que varre o Inverno do rosto humano.

Victor Hugo



“Salão Nobre”, 2004, onde tudo começou.



(Inesquecível)



Burro: – Mas a tristoca e tu são mesmo gémeas?

Kakau: - Somos pois! Mesmo twins! Só que eu nasci sete anos antes dela.

Burro: – Mas… como é possível?! Como?!

Kakau: – Não sei, coisas da Ciência… feitas em laboratório...



Gargalhada geral do grupo de amigos e não só. E o imberbe rapazinho que teve o azar de me vir “bater à porta” ainda ficou a pensar por largos momentos nas gémeas mais estranhas que já tinha conhecido. Compreensão demasiado lenta, pobrezinho. Quando percebeu, finalmente, mandou-nos a um sítio, a um certo sítio com a letra "F". Também ninguém mandou ir meter-se com as twins em noite de alta competição, n'est-ce pas? Se bem que quase todas as noites eram assim.




A tristoca e eu conhecemo-nos em 2004 na Sala Bla e tornámo-nos logo grandes amigas. Mais do que amigas, verdadeiras irmãs. O nosso percurso de vida tem tanto em comum que ambas pensamos que já devemos ter sido parentes noutra existência, só pode! Só temos pena que vivamos em países diferentes, mas a nossa amizade continua a mesma ao fim destes 6 anos. E assim será, porque as Bla Sisters, as twins mais conhecidas daquela sala, fizeram história. Era impossível que os frequentadores não se partissem a rir com as nossas brincadeiras totalmente inocentes e isentas de qualquer maldade, apenas pura brincadeira. Tivemos um batalhão de seguidores das nossas galhofas e criámos a Família Gaspar com os nomes mais tontos que nos vieram à cabeça:

tristoca – Francelina Gaspar, Francy para os amigos

Kakau – Miquelina Gaspar, Miqui para os amigos.

Portwine – Antonino Gaspar

Felina – Jesuína Gaspar

V@mpira – Regina Gaspar

Pink – Rosalina Gaspar

Pena que já não me lembre dos nomes do Aramis, do Kapinha, do Rolls e do Solaris, mas também eles se juntaram à famelga. Quando combinávamos entrar todos como Gaspares era um gozo porque havia quem pensasse que éramos uma seita. Ahahahah! Éramos a “seita” da risota, isso sim. E da amizade também, de muita amizade. Que tempos aqueles, que grupo maravilhoso, que noites de chorar a rir!

Passados 6 anos ainda somos todos amigos, ainda que não falemos diariamente. Mas quando nos “encontramos” no msn é uma festa. E as Bla Sisters serão sempre as twins mais endiabradas que o “Salão Nobre” já viu. Muitas histórias ali se passaram, muitas conversas, muitas horas de divertimento inesquecíveis que a mana e eu recordámos hoje de madrugada ao telefone, com uma lagrimita de muitas saudades.

É, há amizades muito lindas que nascem na Net. Laços de afecto que se constroem e que se tornam reais. As Bla Sisters, as twins tristoca e Kakau, estão para durar.


For ever.


A amizade é uma alma com dois corpos

Aristóteles












quarta-feira, 17 de novembro de 2010

"Amigo aprendiz"



Quero ser teu amigo,
Nem demais e nem de menos,
Nem tão longe nem tão perto,
Na medida mais precisa que eu puder,
Mas amar-te, sem medida, e ficar na tua vida
da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade,
Sem jamais te sufocar,
Sem falar quando for hora de calar,
e sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente nem presente por demais,
simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo,
Mas, confesso, é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças!
Dá-me tempo de acertar nossas distâncias!


Padre Zezinho (Brasil)








terça-feira, 16 de novembro de 2010

Utopia



Existence would be intolerable if we were never to dream.

Anatole France



Sonho-te quando os meus olhos cedem ao sono…
Sonho-te acordada como se estivesses aqui…
Imagino-te tão perto que sinto o teu calor…
Danço no vento que corre veloz para ti…
Conto as horas que nascem só para nós…
Num relógio inventado de minutos e segundos …
Placidamente esquecidos e perdidos nas espirais do tempo…






Sonho-te em mundos serenos…
Em que nada nos possa separar…
Provo certezas nos teus beijos …
Esqueço as incertezas da alma …
Oiço-te dizer palavras que sei de cor…
Olhos nos olhos confiamos segredos…
Respiro fundo e guardo-te sem pressas…
Nada é perfeito em nós mas amo a nossa imperfeição…
Construo palavras que o vento não leve…
Desenhando uma sonhada e perfeita harmonia …
Nas linhas escritas de uma mágica e azul utopia…




12/04/2008

.*.*.K.*.*.






sábado, 13 de novembro de 2010

Secretos





Siempre hay un poco de locura en el amor.
Siempre hay un poco de razón en la locura.

Nietzsche




Eres mi desatino y mi destino,
Llenas el aire con campanas de alegría,
Porque eres la fuerza que irrumpe sin pedir,
La marea que me arrastra hacia tu querer.

Así me siento tan feliz por la noche,
Contigo danzando un bolero en las nubes,
Pensando en ti y sonriendo, sonriendo,
Guardándote en mí con cariño,
Llevándote en mis sueños más deseados,
Hasta que el alba, por fin, me adormezca.




Y tú, como un Sol que se queda en mis manos,
Un dulce más dulce que azúcar,
Una rosa flor de tu tierra ondulante,
Me preguntas el porqué de nosotros.
Pero no puedo contestarte porque no lo sé,
Eso lo sabrán solamente los secretos del corazón.





segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Aguarela




És uma aguarela na minha imaginação…

Construo-te traço a traço em tons pastel…

Pinto-te nos longínquos limites do horizonte…

Sombreio-te com as cores de um desejo…

E leio-te em finas linhas transparentes…

A tua imagem é um anjo reflectido no luar…

Abrindo a cada noite a janela do meu sonho.



"O pesadelo"




(Autor desconhecido)


Tive um pesadelo. Acordo, olho-me ao espelho e descubro que sou vesgo. Procuro freneticamente nos bolsos para ver a minha fotografia no Bilhete de Identidade, para ver se é verdade. E é!

- Amooor! - grita uma voz atrás de mim. É o meu namorado!

Ou seja, além de vesgo… também sou gay!

Desesperado, começo a gritar, a chorar, a arrancar os cabelos e... nãooo! Sou careca!

Toca o telefone. É o meu irmão:

- Já arranjaste trabalho?

Então também estou desempregado!

Tento explicar ao meu irmão que é difícil encontrar trabalho quando se é vesgo, gay e careca, mas não consigo porque... sou gago!

Transtornado, desligo o telefone e, com lágrimas nos olhos, vou até à janela ver a paisagem. Centenas de barracas ao meu redor...

Sinto uma punhalada no pace-maker: além de vesgo, gay, careca, desempregado e gago, também sou cardíaco e vivo numa barraca!

Nesse momento, o meu namorado regressa e diz:

- Amooor, vamos, senão chegamos atrasados ao Conselho Nacional do PS.

Desmaiei.









sábado, 6 de novembro de 2010

Mentes geniais



Aprecio imenso as mentes geniais, com um sentido de oportunidade ímpar. São as que sabem sempre como agir e da forma mais eficaz. É realmente um prazer cruzar-me com pessoas assim, transformam o meu dia num feliz acontecimento.

E quem são elas? Pois bem, são as que sabem perfeitamente que vamos chegar a casa com as compras do supermercado e saem do lugar de estacionamento, mesmo em frente à nossa porta, precisamente no minuto exacto, nem antes nem depois. Verdadeiros Einsteins!






quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Pequenas coisas




You cannot find peace until you find all the pieces

Troy Dunn




Time doesn’t heal anything.
It’s what you do with time that causes you to heal or not to heal.

Dr. Phil




Aquele frasco de tampa azul ficou vazio durante meses no frigorífico. Não conseguia tocar-lhe. Ali ficou, inerte, no espaço habitual, sem que eu soubesse que fim lhe dar. Reciclagem? Sim, era o destino certo. Mas, por razões que só o coração conhece, o seu destino mudou. Então, o tal frasco de tampa azul voltou a ter o seu uso de sempre. Porque o coração ditou. E cada vez que lhe pego, lembro-me…

Pequenas coisas, tão simples e, no entanto, repletas de significado. Porque houve uma história ligada, com um mundo de acontecimentos. E o coração guarda sempre o Bom. Porque o Bom tem amor e é com amor que devemos viver.

Não são só as grandes coisas que nos preenchem a memória. Há pequenas coisas que ficam e que ganham a importância de acontecimentos passados, vividos com todo o sentimento.




terça-feira, 2 de novembro de 2010

NOVO IMPOSTO DO PÉNIS



(Autor desconhecido)



NOVO IMPOSTO DO PÉNIS A PARTIR DE 1 de Novembro de 2010


Ouvi dizer que o governo fez contas no Magalhães e, para ajudar a superar a crise, criou o Imposto do Pénis.

Até agora o pénis tinha escapado ao IRS. As razões eram estar 99% do tempo pendurado e sem emprego, 0,2% do tempo a trabalhar às mijinhas, 0,5% do tempo a ter trabalho duro e 0,3% do tempo estar metido num buraco.

Além disso, não ajuda nada ter dois dependentes que não arranjam trabalho em lado algum e não têm onde se meter.

A taxa do imposto variará conforme o tamanho, com os escalões seguintes:


25 a 30 cm - imposto sobre bens de luxo... ¤ 30€

20 a 24 cm - imposto sobre postes.......... ¤ 25€

14 a 19 cm - imposto sobre a classe média. ¤ 15€

10 a 13 cm - imposto sobre a maçada....... ¤ 3€


Machos que excedam os 30 cm terão que declarar mais-valias de capital.

Qualquer macho abaixo dos 10 cm tem direito a um crédito de imposto.

É obrigatório pagar dentro do prazo. Não serão concedidos prolongamentos!



PDP (Perguntas Do Pénis):


- Haverá multas para levantamentos antecipados?

- O que acontece quando um pénis trabalha por conta própria?

- Quem tiver vários (as) parceiros(as) conta como sociedade?

- As despesas com preservativos são dedutíveis como roupa de trabalho?

- Haverá um agravamento da taxa de imposto para quem não for circuncidado?



Direcção de Serviços do IRS

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

O pinto do padre




(Autor desconhecido)


O vigário de um vilarejo tinha um pinto como mascote, o Valente.

Certo dia, o pinto Valente desapareceu e ele achou que alguém o havia roubado. No dia seguinte, na missa, o vigário perguntou à congregação:

-Algum de vocês aqui tem um pinto?

Todos os homens se levantaram.

-Não, não - disse o vigário - não foi isso que eu quis dizer. O que eu quero saber é se algum de vocês viu um pinto?

Todas as mulheres se levantaram.

-Não, não - repetiu o vigário - o que eu quero dizer é se algum de vocês viu um pinto que não lhes pertence.

Metade das mulheres se levantou.

- Não, não - disse o vigário novamente muito atrapalhado. Talvez eu possa formular melhor a pergunta:

-O que eu quero saber é se algum de vocês viu o meu pinto?

Todas as freiras se levantaram.

-Esqueçam, esqueçam! Vamos continuar a missa…

 

 

sábado, 30 de outubro de 2010

Inesquecível