domingo, 25 de maio de 2008

Tempo








Houve um tempo em que pensava que era rainha e senhora do Tempo. O tempo foi passando e eu a vê-lo fugir sem tempo para o fazer parar. Passei por tantos tempos embalados em alegrias e tristezas que por vezes pensei que o tempo não acabava.

Hoje sentei-me à sombra do passado, no calor do presente, relembrando momentos e sonhos dos meus tempos, derramando lágrimas por tempos perdidos. Pudesse eu recuar no tempo e apagar os maus tempos, mas o tempo esvai-se por entre os dedos do tempo. Tempo cruel que me faz sentir que por vezes não vale a pena viver tempo nenhum.

Outros tempos virão, escondidos em mistérios dos tempos, e não sei se ainda vou a tempo de ser feliz. Apenas sei que o tempo tem bons tempos, de tempos a tempos, quando disso é tempo. Talvez mergulhe num tempo em que guardarei tempo para pensar no tempo, deixando-o fluir e passar por mim sem me deixar tempo para nada.

Não saio incólume deste tempo, nem posso apagar tempos que me aprisionaram a alma. Guardarei feridas e dores de todos os tempos com um olhar no futuro, na expectativa de melhores tempos, ansiando saber de que tempo é feito o Tempo.








8 comentários:

Jasmim disse...

A Mafalda Veiga canta,

"Não percas tempo, o tempo corre, só quando doi... é devagar..."

É bem verdade!

Beijo doce em ti

*

BlueVelvet disse...

É disso que é feita a vida.
Pena é que o tempo que temos cá seja tão curto.
Que os tempos que te esperam sejam só de bonança.
Beijinhos e bom domingo

LeniB disse...

Todos temos tempos que nos acompanham ao longo do tempo e o que fazemos com o tempo que gastamos com esses tempos, por vezes tira-nos o tempo do momento...
bjs

f@ disse...

Divagar sobre o "tempo" devagar... beijinhos das nuvens

mundo azul disse...

...o que é o tempo? Uma convenção criada pelo homem...
São lindos os seus versos!
Beijos e uma semana muito feliz...

Maria Clarinda disse...

(...)Não saio incólume deste tempo, nem posso apagar tempos que me aprisionaram a alma. Guardarei feridas e dores de todos os tempos com um olhar no futuro, na expectativa de melhores tempos, ansiando saber de que tempo é feito o Tempo.


Adorei este terminar do teu texto.
Lindo Jinhos mil

Angel of Light disse...

Só te digo uma coisa, minha doce e linda Kakauzinha mais gostosa da net: O tempo não existe! O tempo é uma ilusão! Pois é, vivemos numa ilusão... Essa é que é essa!

Boa semaninha para ti, que te ADORO!

Para quando o café coberto de kakauzinho e "pipinhas" de chocolate? Ah, tudo iluminado por uma luz angelical...

Beijinhos de Amor, Paz e Luz

1/4 de Fada disse...

O tempo tem a ambivalência de passar, é bom e é mau. Eu estou a viver o lado bom da passagem do tempo, que é o da cura das feridas, finalmente estou a sair de um "luto" que a vida (e eu própria), me trouxe... E sinto-me feliz por isso.
Mais uma vez me identifico muito com o que escreves.