terça-feira, 25 de março de 2008

Luzinha






Aquela luzinha lá longe perdida na noite…
Que brilha como minúsculos cristais…
Que vai ficar presa a fios de luar…

Sabes?

Aquela luzinha que chama por ti…
Que as outras luzinhas olham com um sorriso…
Que é um pontinho fugidio voando para o Sol…
Como passos de ballet flutuando nas notas de um piano…

Sabes o que é?

É uma pequenina estrela que te dou…
Para tu guardares num cofre de nuvens…
Como símbolo do meu amor por Ti.








7 comentários:

Nocturno disse...

Dedico-te uma estrela no firmamento.
Guarda com carinho é tua.

Beijo

veni_vidi_scribi disse...

Óh caneco!!! Eu bem que dei falta de alguma coisa no céu!!! Afinal, foste tu que roubaste uma estrela!!! :) Hehe

Belo, como sempre :)

Beijocas e boa semana

Sérgio Figueiredo disse...

Amiga,

poema é poema, logo beleza.
o teu não foge á regra e cheio de luzinhas se torna terno. Bonito e acompanhado de fotos compatíveis e gostosas. Principalmente a do céu carregado de luzinhas (estrelas) em que uma delas, dizes...é para mim.

Bjs

Jasmim disse...

A "luzinha" que nos embala os sonhos, a "luzinha" que nos guia, é "nela" que guardamos a beleza dos sentires, é "ela" que te (nos) ilumina...

É "ela" que vai levar até ti o meu doce beijo e o meu sorriso...

Lindo! Amei!

*

Manuela disse...

lindo kacau... aquela luzinha que é o nosso reflexo, é preciso amar muito para a poder confiar a alguém :)

beijo meu

Rafeiro Perfumado disse...

Não acredites! É uma aramadilha dos ET's!!! Foge!!!

Angel of Light disse...

"É uma pequenina estrela que te dou…
Para tu guardares num cofre de nuvens…"

Que iluminação!... Fantástico. Pelas palavras e imagens, vê-se que és um ser com muito, muito brilho!

Todos viemos das estrelas e para lá voltaremos. Mas enquanto aqui andarmos, este mundo melhoraremos!

Beijinhos cheios de Amor, Paz e Luz!