segunda-feira, 10 de março de 2008

Magias




No meu castelo imaginário moras tu…
Vivemos à babuja de sonhos de mar…
E trocamos sorrisos de suave maresia…

As ondas nunca alcançam este castelo…
Porque foi feito com magias só para nós…
Por uma fada nascida nas estrelas azuis…

Vou viver nesta ilusão até acordar um dia…
Guardar todos os beijos nas ameias encantadas…
E dançar contigo com os pés descalços nas espumas…

Vou fingir que não sei o que é o tempo…
Esconder todos os relógios do mundo…
E dizer ao Sol que brilhe apenas para nós…

Vou prender-te com nós e laços de mel…
Colar os meus lábios no teu rosto…
E sentir no meu a tua respiração suave…

Vou abraçar-te com amor e dizer baixinho…
Que sou mulher e que te quero agora…
Porque te escolhi para seres o meu homem…



7 comentários:

Sérgio Figueiredo disse...

Amiga,
Excelente poema e quem gosta, como eu, não pode dizer que não é um motivo de pensamento bonito e gratificante para começar mais uma semana.
De facto tu vives amor e amor possuis, aquele que te merecer, terá a sorte de ter conquistado alguém, rico e cheio de amor para lhe dar.

Bjs

Triguinha disse...

*grande suspiro. Mas daqueles mesmo profundos, que contam o que nos vai na alma*

Tenho vontade de gritar ao mundo como estou "in love", de voar num prado verde de loucura, de subir ao céu presa em balões coloridos. De me sentir nas nuvens quando me beijas, lembrar-me de estar a tremer quando me beijaste pela primeira vez, na paragem do autocarro. De como me senti ao dizer pela primeira vez "Amo-te!", de escrever no messenger "Sou a miúda mais apaixonada do mundo!", de quando me deste aquele coração azul, de quando andámos de mãos dadas por causa do Cabeção... De como me dizias que era a parte boa do teu dia... De como sorrias ao ver-me cruzar o Dominó... De como passamos por tolinhos de cada vez que estamos juntos... De como estudámos juntos para o Exame Intermédio de Matemática e me dizias: "Já fizeste a 4, Nessi?", ou quando nesse dia meteste o Tarzan à conversa e ele me perguntou quem eu era, e apareceu lá:"Namorada do Gil". Agora quando me perguntam quem sou, pronto, sou a "Namorada do Gil"...

Acho que em veze comentar estive a fazer o desenrolo de todo o meu amor... Obrigada por me fazer recordar...

Kisses
Triguinha

veni_vidi_scribi disse...

Faz um castelo desses para mim... fazes?! :)

Beijocas

Moonlight disse...

E eu aqui à espera de ti...


:)

Beijo

susana disse...

Amei amiga, e revi o meu amor no teu poema. Eu e o meu maridão temos uma relação de facto especial...acredita que não conheço ninguém à minha volta com um casamento tão feliz. Construimos os dois um castelo só nosso, em que cada pedrinha que cai, apenas serve para fortalecer o nosso amor. Adorei o teu poema, mesmo muito. Parabéns amiga (já te disse esta frase inúmeras vezes, mas eu acho que estás sempre de parabéns). Beijocas gorduchas.

P.S.: Já percebi que a tua cor preferida é o azul, e que bem que ficam as tuas postagens e imagens...o teu blog é lindo.

Moonlight disse...

Ainda estás a tempo de viver horas mágicas. Não desperdices oportunidades.

Depende de ti e do que sentes dentro de ti.

Gosto de ti
Beijo

Jasmim disse...

Beijo imensamente azul em ti docinho de kakau

:O)****