domingo, 26 de agosto de 2007

O Senhor dos Moinhos


Bem-vindo, Senhor dos Moinhos,

Caso venha visitar o meu estaminé, e antes que possa dizer "ai" ou "ui", brindo-o com um desenho do Salvador Dali. Está a ver como sou simpática? Pois sou.


Espero que também não se importe por ter copiado o poema da Emily, sei de certeza que ela não se rala nem um pouco. E vou deixá-lo aqui em sua homenagem, agradecendo as fantásticas horas de hoje.


Agora tu-cá, tu-lá, Rui, espero que mudes de teclado, rapidamente (!) e que descubras o MSN, eheheh!


Um beijinho,


Maria


Hope



Hope is the thing with feathers
That perches in the soul,
And sings the tune--without the words,
And never stops at all,

And sweetest in the gale is heard;
And sore must be the storm
That could abash the little bird
That kept so many warm.

I've heard it in the chillest land,
And on the strangest sea;
Yet, never, in extremity,
It asked a crumb of me.

Emily Dickinson



Adenda:


Ich denke daß wir Deustch studieren zusammen könnten, nicht war?
Ich frage mich wenn diese satz richtig ist. Es ist so schwer!
Mein Got, ich habe so viel vergessen, schade, denken sie nicht?


(tenho a sensação que anda por ali asneira da grossa, eheheh!)

1 comentário:

Um Momento disse...

Prantes...
Lá andei a admirar o desenho e o Salvador:D
Opsss...:o)))))))
Beijinho
(*)