sábado, 8 de setembro de 2007

Maddie, little toddler





O caso Maddie tem feito correr rios de tinta. Eu tenho assistido e espero que a verdade se imponha seja ela qual for.

Mas há coisas que não entendo. Todo este “circo” montado, a preocupação do Pai da criança de avisar a comunicação social inglesa na própria noite do desaparecimento, a Mãe fechada no quarto, enquanto a polícia, com helicópteros, os empregados do Ocean’s Club e a população vizinha se empenhavam na procura da menina.

A ida ao Vaticano é também algo que ainda estou para perceber, mas como disse o Moita Flores há aqui o factor político de forma a exercer pressão na actuação das autoridades portuguesas, atendendo que uma audiência com o Papa tem de ser agendada com meses de antecedência e por vezes até os Primeiros-Ministros têm dificuldade em consegui-la! Se todos os Pais a quem lhes raptam os filhos fossem ao Vaticano o Papa não tinha um único dia livre!

Eu continuo a não entender estas razões até porque a PJ tem feito todas as diligências necessárias, dando um destaque nunca visto a este caso. É certo que temos a obrigação de mostrar aos cidadãos estrangeiros que podem confiar em Portugal quando algo de terrível assim lhes acontece, mas toda esta pressão tem contornos algo obscuros.

Indignou-me sobretudo, no início, a atitude da família de Maddie que não se coibiram de tecer duras acusações à suposta inércia da PJ, como se fosse possível encontrar a criança num espaço de horas! Também se torna revoltante ouvir tais acusações da parte de cidadãos de um país onde desaparecem crianças e adolescentes quase todos dias e onde o crime tem um número extremamente elevado. Mas isto é família da criança a falar e não se pode englobar toda a opinião pública, felizmente! E já conhecemos bem os tablóides ingleses, não são propriamente o bastião da verdade.

Se a nossa polícia não tem os meios de investigação dos ingleses, se não tem os cães pisteiros, se não tem um laboratório de análises especial para este tipo de casos, é porque o nosso (des) Governo não lhe dá essas condições. Penso que muito tem feito e como gostaria que o caso do Rui Pedro e de outros tantos portugueses tivesse tido esta exaustão de investigações!

Até se provar se são porventura culpados, os pais de Maddie são inocentes de crime. Mas há aqui um factor incontornável, se não cometeram crime são culpados de negligência e nas suas declarações e justificações há muitas lacunas a preencher.

A PJ pode não ser perfeita… mas os pais de Maddie são-no muito menos! Não se deixam três crianças tão pequenas sozinhas, seja em que lado for, sem sequer recorrer ao serviço de babysitting grátis do empreendimento! Algo verdadeiramente espantoso!

No fundo, de quem eu tenho mesmo pena… é da pequena Maddie, um pequeno anjo que sabe Deus onde estará…


Maddie, little toddler, I pray for you.


Uma lágrima para o Rui Pedro, para a Mãe dele, uma Mulher corajosa que deu um exemplo de sobriedade e de tenacidade, lutadora incansável na busca da verdade, são rostos que não poderemos esquecer enquanto vivermos.

Uma lágrima para todas as crianças raptadas para pedofilia, do nosso país e do mundo.


Para este crime só vejo um castigo: Pena de Morte.


3 comentários:

Um Momento disse...

Minha Querida Kakauzinha...
Casos como estes , sabemos que há mais do que podemos imaginar...
Infelizmente vé a triste realidade
Sobre a Maddie... muito mistério eu e todos nós vemos... estou como tu... só a pequena Maddie sofre, pois só Deus e ela poderão saber o quec está a passar... se ainda estiver...
Estou contigo ... Não á violência seja ela qual for...
Mas os Anjinhos...
Que mal fizeram eles para merecer isto?
Pena de Morte... muito suave para tal penso eu...
E por aqui me fico minha Querida, abraçando-te fortemente, pedindo a Deus que proteja não só os meus , mas todos os Anjinhos ao cimo da Terra

Um beijo de lágrima a escorrer-me pela face... em ti
(*)

Jasmim disse...

Doce kakauzinha...

É de facto um horrendo caso! Mas infelizmente são tantos, a linda Maddie é só mais um! Realidades incriveis, que nos amedrontam como mães, como seres humanos que somos!

Tudo gira à volta de um mistério, pois todas as "desculpas" são para mim de um descabimento total!

Desde o primeiro momento senti uma falta de responsabilidade fora do comum nos pais da Maddie! Estando num país que para eles é desconhecido, para as proprias crianças é um "mundo" diferente, e são deixadas num quarto sozinhas??

Ninguém consegue prever se uma criança acorda durante o que pensamos ser um sono descansado!
E para uma "traquinice" qualquer de criança basta 1 segundo!!

Essa tal de meia em meia hora que eles alegaram "espreitar" as crianças jamais seria suficiente! Ninguém poderia dizer que era suficiente!

Ok cada um tem a sua forma de sentir, de viver as emoções, mas a calma, a serenidade com que a mãe sempre falou? Não sei, não sou nem serei a melhor mãe do mundo! Não me sinto um ser humano diferente no que toca a sentimentos, mas ainda assim a calma seria algo que eu não conseguiria ter numa situação dessas!
Tudo me parece demasiado estranho!

Um beijinho imenso em ti
*

kakauzinha disse...

Minhas queridas Um Momento e Jasmim,

Concordo totalmente com as vossas palavras, vamos ver se a verdade se impõe.

Beijinhos grandes*******:))))