terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Mais de meio século




Sentada a dedilhar pensamentos…
Quase a juntar dois anos ao meio século…
Lembrando o que tem de ser lembrado…
Guardando saudades de tempos e tempos…
Bons… maus… maravilhosos…
Tempos do meu tempo…




Juntando contas ao meu rosário…
Numa fé nunca de mim perdida…
Rezando a um Deus protector…
Procurando esquecer coisas pequenas…
Aceitando a vida e vencendo tristezas…




Na humilde paz dos meus desejos…
Com tristes nós de ansiedade…
Pelo mundo que em meu redor se perde…
Peço sonhos que a todos alegre…
Para que eu possa sorrir sem medo.





3 comentários:

Triguinha disse...

Quando comento, gosto de o fazer de forma "poética", mas desta vez, o poema era tão... profundo, tão simples, tão belo!

Por isso, nada de muita poesia, mas de grandes sentimentos.

Kisses
Triguinha

veni_vidi_scribi disse...

Que a vida te dê muitos mais tempos do teu tempo, para recordares, e, assim, poderes partilhar connosco as saudades, as emoções, os sentimentos... :)

Um beijo secular

Maria Clarinda disse...

Simplesmente maravilhoso!!!!Jinhos